Quarta-feira
23 de Setembro de 2020 - 

Intranet

Clientes / Advogados

Notícias

Boletins

Assine e receba nossas atualizações jurídicas

Bolsas de Valores

Bovespa 0,92% . . .
Dow Jone ... % . . .
NASDAQ 0,02% . . .
França 0,43% . . .
Japão 1,86% . . .
S&P 500 0,31% . . .

Cotação de Câmbio

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,43 5,43
EURO 6,36 6,36
IENE 0,05 0,05
GUARANI 0,00 0,00
LIBRA ES ... 6,91 6,91
PESO (ARG) 0,07 0,07

Webmail

Institucional / Colaboradores

Previsão do tempo

Hoje - Brasília, DF

Máx
27ºC
Min
20ºC
Pancadas de Chuva

Quinta-feira - Brasíl...

Máx
28ºC
Min
19ºC
Pancadas de Chuva pe

Hoje - Niterói, RJ

Máx
25ºC
Min
20ºC
Chuva

Quinta-feira - Niteró...

Máx
25ºC
Min
20ºC
Chuvas Isoladas

Hoje - São Paulo, SP

Máx
18ºC
Min
14ºC
Chuva

Quinta-feira - São Pa...

Máx
25ºC
Min
16ºC
Possibilidade de Chu

Hoje - Rio de Janeiro,...

Máx
25ºC
Min
20ºC
Chuva

Quinta-feira - Rio de ...

Máx
25ºC
Min
20ºC
Chuvas Isoladas

TJSP participa de seminário sobre recuperação judicial e pandemia

Desembargador Pereira Calças representou o presidente.   O Tribunal de Justiça de São Paulo participou ontem (14) do “Seminário de Recuperação Judicial no Brasil”, promovido pelo Instituto de Estudos Jurídicos Aplicados (Ieja) com o objetivo de discutir o cenário de falências e recuperação judicial de empresas durante a crise decorrente da pandemia da Covid-19. O evento reuniu palestrantes em formato híbrido (presencial e virtual), com transmissão ao vivo pelo canal do instituto no YouTube. O desembargador Manoel de Queiroz Pereira Calças participou do evento, representando o presidente da Corte, desembargador Geraldo Francisco Pinheiro Franco. Pereira Calças palestrou no segundo painel do evento, que abordou a situação da indústria de bens e serviços e do qual também participaram o ministro do Superior Tribunal de Justiça Antonio Saldanha Palheiro; o deputado federal Hugo Leal; e o secretário-geral do Conselho Nacional de Justiça, juiz Valter Shuenquener de Araújo. O desembargador afirmou que, em razão da disseminação do novo coronavírus e a decorrente quarentena, empresas de São Paulo entraram em crise e têm pleiteado perante o Judiciário paulista um modo de suavizar o cumprimento das obrigações assumidas nos planos de recuperação. “Com a pandemia, as prestações se tornaram excessivamente onerosas e, nestes casos, é sabido que ambas as partes que contrataram o plano de recuperação judicial estão suportando os efeitos perversos”, explicou Pereira Calças. “As Câmaras de Direito Empresarial entendem que as assembleias de credores são soberanas e não compete ao Judiciário modificar o plano de recuperação judicial por força da pandemia”, pontuou o magistrado. “Temos entendido que eventual modificação do plano deve ser submetida à assembleia geral de credores.” Pereira Calças também apontou que as empresas em recuperação têm pleiteado a continuidade de prestação de serviços de fornecimento de água, energia elétrica, telefonia e internet e gás, independentemente de pagamento. “Entendemos que não compete ao juízo de recuperação judicial arbitrar isto, é preciso exame caso a caso pelo juízo competente para concessão da tutela antecipada”, explicou o desembargador.  Por fim, o magistrado do TJSP teceu considerações sobre o Projeto de Lei nº 1397/2020, em tramitação no Senado, que altera transitoriamente o regime jurídico da recuperação judicial, extrajudicial e da falência face o cenário de crise. Entre os pontos de interesse do projeto, Pereira Calças ressaltou a questão do parcelamento fiscal, atualmente previsto por lei em 84 parcelas. “O Projeto de Lei prevê que o parcelamento da dívida consolidada deverá ser em 124 prestações mensais e sucessivas, uma proposta muito mais suave e adequada para uma empresa em recuperação judicial”, afirmou o desembargador. “Se o instituto da falência for melhor regulamentado no Brasil, os credores deixarão de aceitar planos de recuperação judicial com descontos em seus créditos, que superam 90% do montante de que são titulares”, afirmou.  Também participaram do evento os ministros do Superior Tribunal de Justiça Luís Felipe Salomão e Paulo Dias de Moura Ribeiro; o membro do Conselho Diretor da Associação Brasileira do Agronegócio Renato Buranello; o deputado federal Evair de Melo; e o coordenador da Subcomissão de Recuperação de Crédito da Federação Brasileira de Bancos, Márcio Calil de Assumpção.   imprensatj@tjsp.jus.br   Siga o TJSP nas redes sociais:  www.facebook.com/tjspoficial www.twitter.com/tjspoficial www.youtube.com/tjspoficial www.flickr.com/tjsp_oficial www.instagram.com/tjspoficia
15/09/2020 (00:00)

ENTRE EM CONTATO

Rua do Carmo  nº 7,  17º andar
-  Centro
 -  Rio de Janeiro / RJ
-  CEP: 20011-020
+55 (21) 98024-8595+55 (21) 3254-2373
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitante nº  1750811
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.