Segunda-feira
23 de Setembro de 2019 - 

Intranet

Clientes / Advogados

Notícias

Boletins

Assine e receba nossas atualizações jurídicas

Webmail

Institucional / Colaboradores

TJPR vai lançar novos sistemas de inteligência artificial

TJPR vai lançar novos sistemas de inteligência artificial Departamento de Tecnologia da Informação e Comunicação (DTIC) apresenta soluções para otimizar o uso dos sistemas Bacenjud e de extração de dados de CDA Qua, 21 Ago 2019 17:58:56 -0300 A implantação de novos sistemas de inteligência artificial (IA) é uma das metas da atual gestão do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), que vem aprimorando estudos no sentido de permitir que a tecnologia atue para garantir a otimização dos trabalhos realizados pelo Judiciário paranaense. Nesta quarta-feira (21/8), o Departamento de Tecnologia da Informação e Comunicação (DTIC) apresentou soluções para aprimorar o uso dos sistemas Bacenjud e de extração de dados da certidão de dívida ativa (CDA). O Bacenjud é um sistema eletrônico que possibilita a conexão do Judiciário com o setor financeiro. Integrado ao Projudi, o sistema permite que magistrados e servidores façam bloqueios em contas bancárias de valores de pessoas e empresas que tiveram dívidas reconhecidas em decisão judicial. O objetivo é facilitar o pagamento de débitos judiciais, beneficiando os credores e reduzindo o prazo de tramitação dos processos. No judiciário paranaense, o bloqueio está sendo realizado nos processos em que a obrigação é solidária, ou seja, um único valor. Para a efetivação desse serviço, o servidor judiciário tem que realizar o lançamento dos dados do devedor no sistema do Bacen de forma manual. O preenchimento desse relatório é obrigatório para a efetivação do bloqueio em conta bancária. Após o envio do relatório, o sistema tem 48 horas para validar as informações e fazer a devolutiva ao Judiciário.   Com a atualização da ferramenta, que deve ocorrer na última semana de agosto, o sistema vai operar de forma automatizada. O preenchimento do relatório será efetuado por um robô (inteligência artificial - IA), que irá colher do Projudi os dados do devedor e repassar diretamente ao sistema Bacen. Com isso, haverá redução nos erros de digitação e a conferência de informação será identificada, também, diretamente no Projudi. Outra facilidade, proveniente da automatização, é a busca eficaz em relação a confirmação dos endereços das partes que são apresentados pelos procuradores no Projudi. Essa busca será efetuada junto ao sistema do Bacen, consolidando os dados cadastrais que são apresentados nas instituições bancárias. Lançamento Todas essas soluções serão apresentadas aos magistrados e aos servidores no 2° Encontro de Juízes e Servidores com a Administração do TJPR, que será realizado em Maringá, nos dias 30 e 31 de agosto, nas dependências do Tribunal do Júri. As novas ferramentas, que serão implantadas pelo DTIC, estarão disponíveis para todas as unidades judiciárias do Estado. Extração de dados de certidão de dívida ativa Na lista de atividades do DTIC, já está em estudo ferramentas de inteligência artificial capazes de identificar casos de prescrição. Isso permitirá a extração dos dados de certidão de dívida ativa, sendo que essa leitura será realizada de forma automática por meio da robotização. Essa ação visa beneficiar não só os servidores, que realizam essa atividade manualmente, mas, também, os magistrados que atuam nas Varas de Fazenda Pública do Estado. Tecnologia a favor da justiça: TJPR desenvolve sistemas de inteligência artificial
21/08/2019 (00:00)
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitante nº  276607
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.