Domingo
17 de Janeiro de 2021 - 

Intranet

Clientes / Advogados

Notícias

Boletins

Assine e receba nossas atualizações jurídicas

Bolsas de Valores

Bovespa 0,92% . . .
Dow Jone ... % . . .
NASDAQ 0,02% . . .
França 0,43% . . .
Japão 1,86% . . .
S&P 500 0,31% . . .

Cotação de Câmbio

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,27 5,27
EURO 6,37 6,38
IENE 0,05 0,05
GUARANI 0,00 0,00
LIBRA ES ... 7,16 7,16
PESO (ARG) 0,06 0,06

Webmail

Institucional / Colaboradores

Previsão do tempo

Hoje - Brasília, DF

Máx
25ºC
Min
18ºC
Pancadas de Chuva

Segunda-feira - Brasí...

Máx
27ºC
Min
18ºC
Pancadas de Chuva a

Hoje - Niterói, RJ

Máx
32ºC
Min
25ºC
Pancadas de Chuva a

Segunda-feira - Niter...

Máx
33ºC
Min
25ºC
Poss. de Panc. de Ch

Hoje - São Paulo, SP

Máx
29ºC
Min
21ºC
Pancadas de Chuva a

Segunda-feira - São P...

Máx
30ºC
Min
21ºC
Pancadas de Chuva a

Hoje - Rio de Janeiro,...

Máx
32ºC
Min
25ºC
Pancadas de Chuva a

Segunda-feira - Rio de...

Máx
33ºC
Min
25ºC
Poss. de Panc. de Ch

Hospitais particulares questionam sua exclusão de isenções do ICMS para medicamentos em SP

A Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp) ajuizou, no Supremo Tribunal Federal (STF), a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 6656, contra dispositivos de dois decretos do Estado de São Paulo que excluem os hospitais privados das isenções do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de operações relativas a equipamentos e insumos utilizados em cirurgias e medicamentos contra gripe, Aids e câncer, entre outros. A ação foi distribuída ao ministro Nunes Marques. De acordo com os Decretos estaduais 65.254/2020 e 65.255/2020, as isenções valem exclusivamente para operações destinadas a hospitais públicos, santas casas e entidades beneficentes e assistenciais hospitalares. A Anahp alega que os dispositivos violam o artigo 155, parágrafo 2º, inciso XII, alínea “g”, da Constituição Federal, que estabelece que cabe à lei complementar regular a forma de concessão e de revogação de isenções, incentivos e benefícios fiscais relativos ao ICMS, mediante deliberação dos estados e do Distrito Federal. Argumenta, também, que os convênios sobre ICMS (162/1994, 1/1999, 140/2001, 10/2002 e 73/2010), aprovados pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), não previam diferenciação entre hospitais públicos e privados. RP/CR//CF  
12/01/2021 (00:00)
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitante nº  2208116
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.