Domingo
24 de Outubro de 2021 - 

Intranet

Clientes / Advogados

Notícias

Boletins

Assine e receba nossas atualizações jurídicas

Bolsas de Valores

Bovespa 0,92% . . .
Dow Jone ... % . . .
NASDAQ 0,02% . . .
França 0,43% . . .
Japão 1,86% . . .
S&P 500 0,31% . . .

Cotação de Câmbio

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,71 5,71
EURO 6,64 6,65
IENE 0,05 0,05
GUARANI 0,00 0,00
LIBRA ES ... 7,85 7,85
PESO (ARG) 0,06 0,06

Webmail

Institucional / Colaboradores

Previsão do tempo

Hoje - Brasília, DF

Máx
27ºC
Min
19ºC
Chuvas Isoladas

Segunda-feira - Brasí...

Máx
28ºC
Min
18ºC
Chuvas Isoladas

Hoje - Niterói, RJ

Máx
31ºC
Min
24ºC
Parcialmente Nublado

Segunda-feira - Niter...

Máx
23ºC
Min
19ºC
Nublado

Hoje - São Paulo, SP

Máx
26ºC
Min
17ºC
Chuva

Segunda-feira - São P...

Máx
16ºC
Min
14ºC
Chuva

Hoje - Rio de Janeiro,...

Máx
29ºC
Min
23ºC
Parcialmente Nublado

Segunda-feira - Rio de...

Máx
24ºC
Min
19ºC
Chuvas Isoladas

Ferramenta com informações de acidentes do trabalho é lançada durante live da Canpat

Radar SIT permite acompanhamento e prevenção por toda a sociedade   Já está disponível no Radar SIT um novo painel com dados e estatísticas referentes aos acidentes do trabalho e doenças ocupacionais ocorridas no Brasil (sit.trabalho.gov.br/radar). A Subsecretaria de Inspeção do Trabalho lançou a ferramenta, nesta quarta-feira (15), durante uma live da Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes do Trabalho (Canpat). A nova função consolida dados das Comunicações de Acidente de Trabalho (CAT). Nesta primeira versão, a ferramenta está carregada com dados de 1° de janeiro de 2014 a 7 de junho de 2021. As informações permitirão a toda a sociedade, especialmente as representações de trabalhadores e empregadores, conhecer e estudar a acidentalidade no setor, de modo a permitir a adoção de medidas de prevenção e evitar a ocorrência de mais acidentes. O carregamento dos dados será automático e as informações serão disponibilizadas conforme forem sendo inseridas na plataforma. “A segurança e saúde no trabalho é um dos pilares da promoção do trabalho decente. Isso mostra a importância de disponibilizarmos novas ferramentas à sociedade. Com interface amigável e persos filtros, o Radar SIT traz o perfil e distribuição de acidentes por todo o país e abre nova perspectiva para que setores produtivos e organizações de trabalhadores definam estratégias na prevenção de acidentes e doenças do trabalho, de forma complementar e dialogando com a Inspeção do Trabalho”, afirmou Romulo Machado e Silva, Subsecretário de Inspeção do Trabalho durante a abertura do evento. A união de esforços para a redução de acidentes do trabalho também foi tema da fala de Martin Hahn, diretor da Organização Internacional do Trabalho (OIT) no Brasil. “O Radar SIT de Acidentes do Trabalho possibilita entendermos o que está ocorrendo nas diferentes partes do país e, a partir de então, ampliarmos a conscientização e diálogo para priorizar formas de enfrentamento. O ambiente de trabalho seguro é um direito de trabalhadoras e trabalhadores”, ressaltou Martin Hahn. Seções A nova ferramenta disponibiliza os dados de acidentalidade em cinco seções: evolução temporal, atividades econômicas, regiões (distribuição geográfica), perfil acidentário e Código Brasileiro de Ocupações (Grande Grupo, Subgrupo Principal ou Família). O usuário pode aplicar persos filtros, como ocorrência de óbito, emissão de CAT, Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE), Unidade Federativa – incluindo Região Intermediária ou Região Imediata, com mapa de calor distinguindo locais com mais acidentes, município, tipo de acidente (típico, trajeto, doença ou ignorado) ou duração do tratamento (menos ou mais do que 15 dias ou sem afastamento). Também é possível aplicar filtros de situações que definem os acidentes, como agente causador, situação geradora, natureza da lesão e grupos da Classificação Internacional de Doenças (CID). “É possível saber o que mais acidenta ou a parte do corpo mais atingida em cada cidade do Brasil”, explica o coordenador do projeto Radar SIT, Jeronymo Marcondes Pinto. Segundo ele, em breve, será possível atualizar o banco de dados mensalmente. Participaram do lançamento também representantes de trabalhadores e empregadores da Comissão Tripartite Paritária Permanente (CTPP) e a procuradora federal Juliana Guilliod Araújo, da Advocacia-Geral da União (AGU) - que apresentou painel sobre as ações regressivas previdenciárias que buscam reaver junto a empresas os recursos gastos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) com benefícios acidentários.
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitante nº  3376319
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.