Sexta-feira
05 de Março de 2021 - 

Intranet

Clientes / Advogados

Notícias

Boletins

Assine e receba nossas atualizações jurídicas

Bolsas de Valores

Bovespa 0,92% . . .
Dow Jone ... % . . .
NASDAQ 0,02% . . .
França 0,43% . . .
Japão 1,86% . . .
S&P 500 0,31% . . .

Cotação de Câmbio

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,60 5,60
EURO 6,74 6,74
IENE 0,05 0,05
GUARANI 0,00 0,00
LIBRA ES ... 7,83 7,84
PESO (ARG) 0,06 0,06

Webmail

Institucional / Colaboradores

Previsão do tempo

Hoje - Brasília, DF

Máx
28ºC
Min
19ºC
Pancadas de Chuva a

Sábado - Brasília, D...

Máx
28ºC
Min
19ºC
Pancadas de Chuva

Hoje - Niterói, RJ

Máx
38ºC
Min
25ºC
Pancadas de Chuva a

Sábado - Niterói, RJ

Máx
30ºC
Min
26ºC
Pancadas de Chuva

Hoje - São Paulo, SP

Máx
25ºC
Min
21ºC
Parcialmente Nublado

Sábado - São Paulo, ...

Máx
24ºC
Min
20ºC
Chuva

Hoje - Rio de Janeiro,...

Máx
38ºC
Min
25ºC
Pancadas de Chuva a

Sábado - Rio de Janei...

Máx
30ºC
Min
26ºC
Pancadas de Chuva

Certificados digitais: emissão primária pode ser feita de forma remota

  A emissão primária remota, por meio de videoconferência, de certificados digitais ICP-Brasil foi aprovada por unanimidade nesta sexta-feira, 22, pelo Comitê Gestor da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira – CG ICP-Brasil. A medida, que moderniza e torna mais rápida a emissão dos certificados digitais, entrará em vigor após publicação da Instrução Normativa com as novas normas. A Associação Nacional de Certificação Digital – ANCD votou pela aprovação da pauta, já que ela contribui para a expansão dos benefícios da Certificação Digital e atende todos os níveis de classificação das assinaturas eletrônicas previstas em lei. “A aprovação do Comitê Gestor da ICP-Brasil pela combinação técnica de uso da videoconferência e biometria na validação de um requerente de certificado digital - em alternativa à validação presencial do titular - é um avanço extraordinário para a melhoria de experiências digitais, envolvendo a formalística de documentos”, afirma Márcio Nunes, presidente do Conselho de Administração da ANCD. Histórico A implementação da emissão por videoconferência, no início da pandemia em 2020, mostrou-se eficiente e segura. Após o período de uso emergencial do método, o Instituto Nacional de Tecnologia da Informação – ITI criou o Grupo de Trabalho Técnico – GTT, instituído pela Portaria ITI n° 049, de 20 de outubro de 2020, com a finalidade de realizar estudos e apresentar propostas de procedimentos e requisitos técnicos para coleta biométrica e cadastro inicial por videoconferência, de requerentes de certificados digitais ICP-Brasil. Os resultados deste GTT foram apresentados no CG ICP-Brasil, nesta sexta-feira, e, de acordo com a equipe técnica do ITI, as provas de conceito apontaram para alta segurança da emissão por videoconferência quando implementados padrões para coleta das biometrias. De acordo com o diretor-presidente do ITI, Carlos Fortner, a previsão é que a emissão primária remota tenha início no início de maio. O que muda De acordo com as atuais regras da ICP-Brasil, a emissão do primeiro certificado digital, de pessoa física ou jurídica, deve ser realizada presencialmente, ou seja, o requerente deve comparecer ao posto de uma Autoridade de Registro – AR. Atualmente, apenas as renovações de certificados podem ser realizadas por videoconferência. Após a entrada em vigor das novas normas, aprovadas pelo CG ICP-Brasil, será possível emitir um primeiro certificado, pessoa física ou jurídica, de forma totalmente remota. O interessado poderá entrar em contato com a Autoridade de Registro pela internet, agendar uma videoconferência e realizar todo processo de forma totalmente virtual, sem sair de casa.
26/01/2021 (00:00)
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitante nº  2387067
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.