Quinta-feira
05 de Agosto de 2021 - 

Intranet

Clientes / Advogados

Notícias

Boletins

Assine e receba nossas atualizações jurídicas

Bolsas de Valores

Bovespa 0,92% . . .
Dow Jone ... % . . .
NASDAQ 0,02% . . .
França 0,43% . . .
Japão 1,86% . . .
S&P 500 0,31% . . .

Cotação de Câmbio

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,21 5,21
EURO 6,17 6,17
IENE 0,05 0,05
GUARANI 0,00 0,00
LIBRA ES ... 7,25 7,25
PESO (ARG) 0,05 0,05

Webmail

Institucional / Colaboradores

Previsão do tempo

Hoje - Brasília, DF

Máx
23ºC
Min
14ºC
Parcialmente Nublado

Sexta-feira - Brasíli...

Máx
24ºC
Min
13ºC
Predomínio de

Hoje - Niterói, RJ

Máx
22ºC
Min
18ºC
Parcialmente Nublado

Sexta-feira - Niterói...

Máx
23ºC
Min
19ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - São Paulo, SP

Máx
22ºC
Min
9ºC
Parcialmente Nublado

Sexta-feira - São Pau...

Máx
22ºC
Min
10ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Rio de Janeiro,...

Máx
22ºC
Min
18ºC
Parcialmente Nublado

Sexta-feira - Rio de J...

Máx
23ºC
Min
19ºC
Parcialmente Nublado

21/07/2021 - 17h00Espaço Lapidar concentra informações para gestão estratégicaInaugurado nesta administração, setor auxilia tomada de decisões

O Lapidar toma seu nome da técnica usada para aperfeiçoar diamantes, que agrega valor ao produto (Foto ilustrativa/Pixabay) A Central Lapidar de Monitoramento Integrado, Inteligência e Inovação do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, inaugurada em junho deste ano, é um espaço de coleta e tratamento de dados e informações de maneira estratégica, permitindo o diagnóstico preciso e a tomada ágil e eficiente de decisões. Localizado no 12º andar do Edifício-sede, na capital, o setor de inteligência tem como finalidade traduzir, com a ajuda de tecnologia de ponta e equipes especializadas, o enorme conteúdo bruto estatístico do TJMG, utilizando gráficos, indicadores, tabelas, relatórios, índices e painéis que sejam claros e compreensíveis para os gestores. Entre os aspectos monitorados estão: o consumo de bens e serviços; gastos com obras; o progresso do projeto de virtualização de processos no Estado; o funcionamento dos fóruns durante a pandemia; acompanhamento da produtividade de magistrados e servidores; e o percentual de cumprimento de metas, entre outros. A visibilidade panorâmica, oferecida pelo gerenciamento concentrado desse material, poderá dar a conhecer eventuais gargalos, deficiências e pontos de ajustes, bem como identificar boas práticas e perfis de liderança na Casa a partir dos resultados obtidos, analisados inpidualmente. Espaço Lapidar centraliza recebimento e tratamento de dados no TJMG (Foto: Mirna de Moura/TJMG) Segundo o presidente do TJMG, desembargador Gilson Soares Lemes, o Lapidar é um instrumento de governança do Poder Judiciário, e sua criação em Minas Gerais é mais uma iniciativa original de longo alcance, que examina o desempenho de perto e confere rigor, eficiência e rapidez à administração pública. “Com esse espaço será possível concentrar informações relativas a comarcas, magistrados, servidores, áreas e setores, fornecendo e evidenciando posições estratégicas. Todo esse conjunto virá para o Lapidar para ser burilado, de modo a nos municiar com bases robustas de tomada de decisão”, afirma. De acordo com o presidente Gilson Lemes, as dimensões do estado e a persidade das regiões exigem um olhar refinado e criterioso. “Nossa governança tem que partir de três linhas de atuação: delegar, monitorar e depois cobrar. E, para isso, é essencial estar bem-informado, não apenas quantitativa, mas qualitativamente: os dados precisam ser lapidados.” O presidente Gilson Lemes recebeu o ministro Augusto Nardes, do TCU, na inauguração do Lapidar (Foto: Mirna de Moura/TJMG) O superintendente administrativo adjunto, desembargador José Arthur Filho, afirma que o conhecimento aprofundado da realidade é fundamental para evitar desperdícios e dar efetividade às políticas adotadas. “Quanto maior a disponibilidade de dados e informações, melhor a aplicação de recursos, a eficiência, o dinamismo nas resoluções e, por consequência, a nossa performance. Isso é o que a sociedade deseja”, enfatiza. Para o ministro Augusto Nardes, do Tribunal de Contas da União (TCU), que estava presente ao evento de lançamento do Lapidar, a proposta é inovadora e tem o potencial de se tornar um modelo para os tribunais de contas, as cortes de justiça brasileiras e o poder público em geral. O Lapidar retira seu nome do processo ao qual se submete a pedra preciosa bruta, das quais uma das mais conhecidas é o diamante, para aprimorar sua aparência e valor. É uma operação de seleção, desbaste e polimento, que resulta em um produto de maior transparência e qualidade.
21/07/2021 (00:00)
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitante nº  3043604
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.