Segunda-feira
21 de Setembro de 2020 - 

Intranet

Clientes / Advogados

Notícias

Boletins

Assine e receba nossas atualizações jurídicas

Bolsas de Valores

Bovespa 0,92% . . .
Dow Jone ... % . . .
NASDAQ 0,02% . . .
França 0,43% . . .
Japão 1,86% . . .
S&P 500 0,31% . . .

Cotação de Câmbio

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,29 5,29
EURO 6,27 6,27
IENE 0,05 0,05
GUARANI 0,00 0,00
LIBRA ES ... 6,85 6,85
PESO (ARG) 0,07 0,07

Webmail

Institucional / Colaboradores

Previsão do tempo

Hoje - Brasília, DF

Máx
33ºC
Min
21ºC
Parcialmente Nublado

Terça-feira - Brasíl...

Máx
32ºC
Min
22ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Niterói, RJ

Máx
23ºC
Min
20ºC
Chuva

Terça-feira - Niteró...

Máx
23ºC
Min
20ºC
Nublado e Pancadas d

Hoje - São Paulo, SP

Máx
19ºC
Min
14ºC
Pancadas de Chuva

Terça-feira - São Pa...

Máx
16ºC
Min
13ºC
Pancadas de Chuva

Hoje - Rio de Janeiro,...

Máx
23ºC
Min
20ºC
Chuva

Terça-feira - Rio de ...

Máx
23ºC
Min
20ºC
Nublado e Pancadas d

06/08/2020 - 16h06Justiça condena facção criminosaGrupo traficava drogas na região do Barreiro, em BH

  O grupo tinha estrutura sofisticada, com pisão de tarefas e papéis segundo o grau de importância de seus integrantes. Nove integrantes de uma facção criminosa que atuava no Bairro Independência, na região do Barreiro, na capital, foram condenados por tráfico de drogas, associação para o tráfico e corrupção de menores. Os criminosos vão cumprir penas que variam de 3 anos e 6 meses a 5 anos e 10 meses de prisão. A maioria já está presa por outras condenações semelhantes. A decisão é do juiz da 3ª Vara de Tóxicos de Belo Horizonte, Thiago Colnago Cabral. Outras dez pessoas foram absolvidas por não ter sido comprovado o envolvimento delas com os delitos. Esse processo judicial se refere a investigações da polícia de crimes ocorridos no período de setembro de 2016 até novembro de 2017. A facção mantinha vários níveis de hierarquia no grupo, e os dois principais líderes da organização, E.R.C. e D.V.O., também foram condenados. Segundo o juiz Thiago Colnago, o grupo possuía estrutura sofisticada, com pisão de tarefas e papéis segundo o grau de importância de seus integrantes e a complexidade do encargo. “A estrutura do grupo era bem definida, possuindo corpo diretivo e executivo, sendo que ao líder cabia coordenar as atividades vinculadas à distribuição de entorpecentes, administrando ainda o lucro auferido”, disse. O magistrado, no entanto, ressaltou a ausência de provas para condenar os réus por ocultação de patrimônio. As aquisições de dois imóveis e de veículos, como carros e moto, indicadas pelo Ministério Público para demonstrar a existência de lavagem de dinheiro, ocorreram em períodos anteriores aos crimes. Por ser de primeira instância, a decisão está sujeita a recurso. Processo nº 0024.17.010.488-9 
06/08/2020 (00:00)

ENTRE EM CONTATO

Rua do Carmo  nº 7,  17º andar
-  Centro
 -  Rio de Janeiro / RJ
-  CEP: 20011-020
+55 (21) 98024-8595+55 (21) 3254-2373
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitante nº  1743191
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.